A maré vermelha matou um tubarão-baleia de 26 pés na Flórida?

ONDAS GIGANTES - Pânico em Maresias, SP (Ressaca provocada por Ciclone Extratropical) (Julho 2019).

Anonim

O que matou um tubarão-baleia de 26 pés que apareceu no sudoeste da Flórida?

É isso que funcionários da Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida estão investigando depois que o grande tubarão foi encontrado na Ilha Sanibel.

O Dr. Gregg Poulakis da FWC e o Dr. Jose Castro da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica realizaram uma necropsia no tubarão-baleia, que se acredita ser um macho com cerca de 6 metros de comprimento, segundo a agência de notícias americana FWC, que postou fotos do tubarão. Quarta-feira.

"Foi bastante fresco ou recém falecido (não muito decomposto)", disse a comissão.

A investigação é parte de uma resposta a um surto de proliferação de algas marinhas vermelhas que tem afetado todas as formas de vida marinha no sudoeste da Flórida. Um biólogo da FWC também realizou recentemente uma necropsia em uma garoupa gigante. A maré vermelha é uma concentração acima do normal de proliferação de algas (organismos microscópicos semelhantes a plantas) que pode ser tóxica.

A maré vermelha matou pelo menos 287 tartarugas marinhas desde outubro. No início desta semana, a maré vermelha foi suspeita da morte de uma tartaruga de Kemp em Siesta Key, perto de Sarasota.

Os tubarões-baleia são comuns nas costas da Flórida, onde pescadores e pescadores os avistaram.

As maiores espécies de tubarões, que podem pesar cerca de 20 toneladas, são conhecidas por comer plâncton e outras pequenas lulas e peixes. Um estudo recente realizado por pesquisadores do Instituto de Pesquisa Guy Harvey, da Nova Southeastern University, e pelo Programa de Pesquisa Tubarões Baleia, da Maldivas, descobriu que os gigantes gentis podem crescer até 61 pés de comprimento e viver até 130 anos.

menu
menu